Saiba tudo sobre a Bichectomia

Bichectomia é o nome dado à remoção cirúrgica de gordura da bochecha, chamada bola adiposa de Bichat. Isso permite diminuir o aspeto redondo do rosto, modificando o contorno facial.

O procedimento é simples e eficaz. O médico realiza dois cortes (de 1 cm a 3 cm) na parte interna da boca, por onde o retira a gordura. Não há sangramento e não deixa cicatriz.

Antes de começarmos o artigo, achei prudente esclarecer alguns pontos mais comuns entre os pacientes:

A Bichectomia é irreversível?

Sim, a bichectomia é um procedimento irreversível. Uma vez retirada a estrutura adiposa que forma a bola adiposa de Bichat, a gordura não volta nunca mais. Por isso, se a pessoa ganhar peso após a cirurgia até poderá haver uma mudança no contorno facial por acumulação de gordura, mas será mais percetível noutras regiões e não tanto nas bochechas.

Quais são os riscos da Bichectomia?

Como a bola adiposa de Bichat fica muito próxima de um nervo, este pode ser atingido e surgir uma paralisia facial. Outro risco é ocorrer uma lesão do canal salivar, que leva a saliva para dentro da boca.

Como é feito o diagnóstico? A bichectomia está indicada apenas para pessoas com excesso de peso?

A anatomia do rosto é complexa, tem múltiplas e delicadas estruturas, além de diversos compartimentos de gordura. Por isso, as bochechas protuberantes podem conferir à face um aspeto mais volumoso, dando inclusivamente a impressão de que há um excesso de peso.

No entanto, antes de efetuar uma Bichectomia é preciso tomar alguns cuidados. Na avaliação pré-operatória, o médico pode pedir exames de sangue ou cardiológicos; além disso, há pacientes que precisam passar por outros exames, a fim de se determinar o tamanho da gordura a ser retirada ou até mesmo ver se há outro fator para o aumento das bochechas. Isto porque o aspeto “bochechudo” nem sempre está relacionado com a bolsa de gordura. Um diagnóstico errado pode aumentar o problema.

Quem tem indicação para fazer uma Bichectomia?

Quer os homens, quer as mulheres podem beneficiar do procedimento, com exceção daqueles com idade abaixo dos 16/18 anos ou sem o peso ideal. A redução das bochechas está indicado para quem tem o rosto gordinho, devido à acumulação de gordura nessa região.

Em geral, os pacientes que optam por uma Bichectomia procuram uma aparência harmoniosa da face, com feições bem definidas e traços suaves.

Fico com alguma cicatriz?

Não. O corte de aproximadamente 1 cm é feito na parte interna da boca.

Esclarecido? Vamos agora ao artigo!

Saiba tudo sobre a Bichectomia

Bichectomia é o nome dado à remoção cirúrgica de gordura da região das bochechas, como objectivo de modificar o contorno facial.

Quer os homens, quer as mulheres pode beneficiar do procedimento, com exceção daqueles com idade abaixo dos 16/18 anos ou sem o peso ideal.

Como o compartimento de gordura a ser excisado se encontra debaixo das estruturas nobres da região facial, a sua abordagem é feita através de pequena incisão na cavidade oral, o que facilita a identificação e manipulação, além de minimizar os riscos.

A bichectomia costuma ser um procedimento rápido. O tempo pode variar dependendo do tipo de anestesia utilizada.

Este procedimento ganhou mais evidência recentemente, pelo facto de muitas atrizes terem efetuado a bichectomia para dar mais realce à maçã do rosto, ganhando assim um visual esteticamente mais harmonioso e sensual.

Benefícios da Bichectomia

  • Procedimento minimamente invasivo
  • Pós-operatório tranquilo;
  • Indolor;
  • Resultados vistos rapidamente

Agora atenção, a respeito da cirurgia, é importante ressaltar mais uma vez que o procedimento é irreversível. Isso pode ocorrer devido à falta de sustentação nas bochechas, que ocorre com a retirada das bolas de bichat. Por este motivo, alguns especialistas são contra o procedimento.

Qual é a função da bola de Bichat no organismo?

A bola de Bichat é importante nos primeiros anos de vida, para ajudar na sucção e alimentação dos bebês. Na idade adulta, ela serve como uma estrutura gordurosa entre os músculos da face, porém com pouca função fisiológica.

Cuidados pós-operatório

De forma a amenizar os efeitos pós-cirúrgicos de uma Bichectomia, como o inchaço e o aparecimento de zonas roxas nas bochechas, é aconselhável fazer compressas geladas. A alimentação deverá ser à base de produtos líquidos e pastosos nas primeiras 48h. Poderá retomar ao trabalho após 6 dias de repouso, mas a prática de exercício físico intenso só poderá ser realizada 4 semanas após a cirurgia. Durante o período do pós-operatório, o paciente deve fazer paracetamol para minimizar a dor. A baixa médica varia entre os 6 e os 12 dias, período no qual pode trabalhar a partir de casa, sem fazer demasiados esforços.

Como qualquer outro pronto pós-operatório, mesmo sendo uma cirurgia pouco invasiva, alguns cuidados devem ser tomados para acelerar a cicatrização e os resultados. São eles:

  • Aplicação de compressas de gelo, pelo menos três vezes ao dia;
  • Não tomar sol durante uma semana;
  • Não praticar atividades físicas de grande esforço pelo menos três dias;
  • Não ingerir alimentos cítricos por pelo menos 4 dias;
  • Não ingerir alimentos de difícil mastigação por pelo menos 4 dias (amendoins, nozes, etc).

Quanto custa a Bichectomia? Qual Preço?

O valor da bichectomia varia muito de acordo com o local que você mora, a clínica que você escolhe ou até mesmo se você vai fazer com o médico ou dentista. Os preços variam de R$ 1000 a R$ 7000 reais, dependendo dos fatores já citados.

Importante falarmos um pouco sobre os riscos da bichectomia

Apesar de a bichectomia ser considerada simples, como qualquer cirurgia, também existem alguns riscos. Caso seja retirada muita gordura, o paciente pode perder a habilidade de sucção com a boca e com o passar dos anos o rosto pode ficar excessivamente fino. Quando a bichectomia não é feita corretamente, a longo prazo o rosto pode ficar mais caído. Mas isso é muito raro de acontecer. Se retirar apenas o excesso, o resultado será apenas a melhora estética.

Outro problema que pode acontecer durante a cirurgia é um corte acidental e errôneo de algum nervo ou músculo. Isso pode levar a sérias complicações, como hematomas, perda de movimentos, com consequente rosto torto e fístula salivar, ou seja, a saída de saliva por lugares errados. A intervenção cirúrgica é inadequada para pessoas que não têm a bola de Bichat com tamanho acima do normal.

Gostou? Compartilhe o artigo.