Alzheimer fique atento aos primeiros sinais da doença

Hoje no mundo todo calcula-se que mais de 46 milhões de pessoas sofrem da doença chamada de Alzheimer, segundo informações da Associação Internacional de Alzheimer. É um número alto e com o passar dos anos esse número aumentará consideravelmente.

Mas, quais são os primeiros sinais da doença e como não confundi-la com os sintomas do envelhecimento comum? Veja detalhes sobre o Alzheimer a seguir.

O que é o Alzheimer?

Para saber quais são os principais sintomas e quais são os primeiros sinais da doença, é importante saber o que é o Alzheimer.

A Doença de Alzheimer (DA), nada mais é do que um transtorno neurodegenerativo, que deteriora a memória e também as funções cognitivas da pessoa.

Essa doença é fatal e ainda não tem cura. Ela compromete atividades do dia a dia e ainda em casos mais graves, a pessoa esquece até mesmo como pentear o cabelo, trocar de roupa, entre outras atividades corriqueiras.

Mas como ela funciona? Quando o processamento de proteínas do sistema nervoso central não funciona corretamente, a doença se instala e começa a agir.

Então, surgem fragmentos de proteínas tóxicas dentro dos neurônios, e como consequência, começa a ocorrer perda de neurônios em algumas regiões do cérebro como: hipocampo, córtex cerebral, entre outras partes.

Aqui no Brasil já existem centros de tratamento e medicamentos para retardar a evolução dos sintomas. Mas, os cuidados com pessoas com Alzheimer, devem ser constantes e diários.

O que causa o Alzheimer?

A causa do Alzheimer ainda não foi descoberta, porém, acredita-se que sua cauda esteja relacionada a causas genéticas. É muito comum ver a doença sendo desenvolvida em pessoas com idade avançada, com exceções em pessoas de 40 a 50 anos.

Mais da metade dos idosos que possuem casos de demência, estão associados ao Alzheimer.

Estágios do Alzheimer

A doença Alzheimer tem sua evolução de forma lenta e por meio de 4 diferentes estágios. Ainda não foram descobertos meios de parar a evolução da doença, o que pode ser feito por meio de medicamentos, como já mencionado, é retardar alguns dos estágios.

Uma pessoa com a doença de Alzheimer, vive de 8 a 10 anos. Veja os estágios com detalhes, logo abaixo:

  •       1º Estágio da doença: a pessoa com o Alzheimer em estágio inicial, começa a ter alterações na personalidade, na memória e também nas suas habilidades visuais e perdem noção de espaço.
  •       2º Estágio da doença: o segundo estágio é conhecido também como estágio moderado. Nesse momento a pessoa começa a ter dificuldades na fala, na coordenação motora e também começa a ter dificuldades para realizar atividades simples do dia a dia.
  •       3º Estágio da doença: neste estágio a doença já estará mais grave. A pessoa portadora de Alzheimer, apresenta incontinência fecal e urinária, dificuldade para comer e deficiência motora progressiva. Por conta dessa deficiência a pessoa ficará resistente a execução de tarefas diárias.
  •       4º Estágio da doença: esse é o estágio terminal. Nesse momento a pessoa perde a habilidade de falar, contrair infecções e muitas dores a deglutição.

Aqueles que possuem pessoas com a doença de Alzheimer na família, precisam de muita paciência e amor. Pois, a pessoa fica irreconhecível e deixa de conhecer membros próximos da família.

Saiba quais são os primeiros sintomas do Alzheimer, logo abaixo.

Quais são os primeiros sinais do Alzheimer?

Muitas famílias não conseguem identificar logo de cara a doença do Alzheimer, porque os primeiros sintomas são muito parecidos com o quadro de envelhecimento comum, como: pequenos esquecimentos, alteração na personalidade, entre outros fatores próprios da velhice.

Por isso, é muito importante ficar atento aos 10 primeiros sinais da doença, para que ela seja descoberta logo e que os devidos cuidados com a pessoa seja logo fornecidos.

Veja a seguir os 10 primeiros sinais da doença Alzheimer.

1 – Perda de Memória

Os primeiros sinais da doença é o esquecimento de informações, principalmente, informações recentes. O esquecimento de datas importantes, eventos e similares, também mostra a evolução da doença.

2 – Dificuldade em resolver problemas do dia a dia

A pessoa com Alzheimer começa a ter dificuldades de resolver problemas de matemática, cuidar das próprias finanças e até mesmo seguir receitas simples de culinária.

Também passa a ter dificuldade de concentração e começa a demorar a executar tarefas simples, mais do que o normal.

3 – Dificuldade em tarefas simples referente a família

O portador de Alzheimer, começa a esquecer que já comeu e não consegue preparar uma refeição. Também esquece de ir a locais que precisa e esquece também onde ficam esses locais. A pessoa não consegue encontrar por exemplo, onde fica o próprio quarto ou o banheiro da casa onde mora.

4 – Perda de noção do tempo

As pessoas com Alzheimer perdem datas, estações do ano e esquecem da noção do tempo. Muitas se esquecem de quantos anos têm.

5 – Problemas de visão

 Muitos passam a ter problemas de leitura, dificuldades em determinar cores e distâncias. Também, a pessoa passa a não se reconhecer no espelho.

6 – Problemas de linguagem

 Começam a repetir as mesmas histórias em uma única conversa. Começam também a dar nome errados às diversas coisas.

7 – Perdem objetos

Os portadores de Alzheimer esquecem onde deixaram determinado objetos. Eles esquecem quando usaram determinado objeto, e acusam outros de roubo.

8 – Dificuldade para tomar decisões

Os idosos com a doença, começam a ter dificuldades para tomar decisões e também não conseguem fazer bons julgamentos de uma situação. Situações simples como que roupa vestir, quando tomar banho, começa a ser difícil para eles.

9 – Afastamento da vida social

O Alzheimer por causar esquecimentos, faz com que a pessoa deixe de ter interesses pessoais e interesses profissionais. Elas deixam de ir trabalhar, pois, não conseguem terminar as tarefas profissionais.

10 – Alterações na personalidade e também no humor

Os idosos com Alzheimer ficam confusos, deprimidos, com medo, desconfiados ou ansiosos. Seu humor e sua personalidade são totalmente afetados. Tendo picos de alegria e tristeza.

Fique atento. Assim, que esses sintomas aparecerem, procure ajuda rápida. Pode ser que o seu familiar tenha desenvolvido a doença do Alzheimer. Procure ajuda médica.

Toda a família vai precisar se unir para tratar da melhor forma o portador da doença.

Cuidadores de idosos – Mais que uma profissão, um ato de amor

No Brasil já atingimos a marca de 28 milhões de idosos em todo o país. E para que eles sejam bem atendidos, muitos estão se tornando cuidadores de idosos, por profissão.

Porém, o que tem se notado com frequência, é que quem acaba nessa profissão, acaba fazendo carreira nela por amor, já que é muito difícil separar o profissional do pessoal.

Conheça mais dessa profissão cuidadores de idosos e veja como ela é também um ato de amor.

O que é um cuidador de idosos?

O cuidador de idosos é aquele profissional responsável por cuidar das necessidades básicas como: alimentação, higiene e também cuidados da saúde do idoso, como por exemplo, cuidar para que todos os remédios sejam tomados na hora certa, entre outros cuidados.

Com a correria do dia a dia, as famílias contratam os cuidadores de idosos, para que eles possam trabalhar e cuidar de outras necessidades da família.

Por esse motivo, muitos ficam o dia todo com o idoso ou até mesmo passam a noite com eles.

Ele é responsável também pelo banho do idoso, pela troca de fraldas, caso necessite, pelo acompanhamento em consultas médicas e por todos os cuidados diários do idoso.

Veja o que é necessário para ser um cuidador de idosos.

O que fazer para se tornar cuidador de idosos?

Os cuidadores de idosos normalmente fazem isso por amor a profissão e principalmente, por amor aos idosos. Por esse motivo, para entrar na profissão você precisará analisar e verificar se possui algumas características importantes, como: 

  •       Calma;
  •       Paciência;
  •       Agilidade;
  •       E responsabilidade.

Lembre-se que normalmente os cuidadores de idosos, estão presentes na rotina do idoso e vão precisar dar banho, cuidar da higiene íntima, entre outros trabalhos.

E muitas pessoas, não tem jeito para lidar com essas situações. Faça uma autoanálise de si mesmo e descubra se você está apto para o trabalho.

Além de uma auto análise, os cuidadores de idosos, fazem cursos preparatórios para aprenderem na prática como funciona a profissão. Na internet, você vai encontrar muitos desses cursos disponíveis.

Neles, você vai aprender diversas coisas, como por exemplo:

  •       Como cuidar da higiene pessoal do idoso;
  •       Como cuidar da pele do idoso;
  •       Como cuidar da nutrição;
  •       Como cuidar da roupa;
  •       Você vai aprender alguns exercícios para Treinar a Resistência Aeróbia;
  •       Alguns exercícios para Treinar a Flexibilidade;
  •       Você vai aprender sobre algumas doenças como: Esquizofrenia, Transtornos depressivos, Transtorno Bipolar, Transtorno Delirante, entre outras doenças;
  •       Entre outros assuntos relacionados ao cuidado do idoso.

Todo esse preparo será para que você cuide da pessoa idosa e as vezes bem debilitada, da melhor maneira possível.

Depois, com o preparo feito, divulgue o seu trabalho para famílias que precisam de atendimento. Mostre as suas principais habilidades e ganhe a confiança da família.

Normalmente, os cuidadores de idosos, tornam-se como que membros das famílias. E é nesse ponto que você deve tomar cuidado, para não colocar sentimentos pessoais e sofrer com o ato de amar o idoso.

Veja como você pode cuidar de si mesmo, para cuidar melhor do idoso.

Realize o seu trabalho de forma saudável

Os cuidadores de idosos, com o passar do tempo, encontram mais do que uma profissão, encontram uma nova forma de amar as pessoas que estão sob os seus cuidados.

Os idosos passam a fazer parte das suas vidas e isso muitas vezes gera um conflito interno avassalador e que pode causar ansiedade e até mesmo depressão.

O profissional precisa saber separar a vida pessoal da vida profissional. Muitas decisões sobre os idosos estão sob responsabilidade da família do idoso e não sob suas responsabilidades.

Decisões como: qual é o melhor tratamento de saúde para o idoso, qual a melhor rotina de exercícios, como o dinheiro do idoso é utilizado, entre outros assuntos pessoais.

Se você perceber que está sendo prejudicado fisicamente, delegue funções ou afaste-se um pouco. Por amar o idoso, você vai passar pela síndrome do cuidador. Mas, o que é isso? Essa síndrome faz o cuidador ter dificuldade de desapegar dos idosos e dificuldade em delegar funções.

Cuidado, ela leva a depressão entre outros problemas psicológicos. Veja como evitar transtornos como esse:

Dicas e estratégias importantes para cuidar com saúde

Os cuidadores de idosos esquecem que estão lá no seu local de trabalho, e passam a sofrer as dores dos seus pacientes, por assim dizer.

Para te ajudar a separar a profissão do amor, vamos a algumas dicas básicas:

  •       Obtenha informações importantes sobre a doença do idoso que irá cuidar, bem como também, descubra sobre todos os cuidados de que ele vai precisar. Assim, seu trabalho ficará mais fácil e menos sofrido.
  •       Delegue funções e responsabilidades aos membros da família. Muitas famílias acabam dando responsabilidades desnecessárias aos cuidadores de idosos. Não permita que isso aconteça, pelo bem da sua saúde.
  •       Permita que o idoso tenha autonomia dos seus atos sempre que possível. Não faça o que ele pode fazer por si mesmo. Isso vai ajudar ele a ter autoestima e também vai deixar você menos sobrecarregado.
  •       Não deixe de lado os seus hobbies preferidos. Tenha uma vida social e não abra mão dos seus momentos de folga. Essas folgas recarregam as suas energias, e fazem muito bem a sua saúde.
  •       Cuide da sua coluna. Os cuidadores de idosos carregam pesos e por isso precisam cuidar da coluna e também de como anda a postura. Isso vai influenciar o sucesso do seu trabalho.

Infelizmente, no Brasil os cuidadores de idosos, apesar de possuírem um papel importantíssimo na sociedade, cuidando com amor, eles não são valorizados.

Os salários são baixos e a real valorização da sociedade é quase nula. Se você está pensando em se tornar um cuidador, faça isso por amor. Não é fácil cuidar de um idoso, principalmente se ele for debilitado. Você vai precisar ser emocionalmente e fisicamente preparado.

Todos os cuidadores de idosos merecem nossa admiração e respeito. Porque eles cuidam de um idoso estranho, um idoso que não são seus pais, tios ou avós, mas eles fazem isso com amor e muito respeito.

Moda no consultório: Dentistas aderiram à moda do jaleco colorido

Todos nós sabemos que os jalecos são utilizados pelos médicos, dentistas e também por outros profissionais da saúde, para proteção de todos. Mas, você sabia que os famosos jalecos brancos estão dando lugar ao jaleco colorido?

Isso mesmo, principalmente os dentistas já estão aderindo à moda do jaleco colorido. Mas, porque eles estão se tornando moda? Vamos entender melhor e descobrir se essa moda vai pegar de verdade entre os profissionais da saúde.

O que são jalecos e como devem ser utilizados?

Embora os jalecos sejam conhecidos por muitas pessoas, muitos que não tem contato com eles, não sabem exatamente o que são os jalecos e para que eles realmente servem.

Jalecos, guarda-pó ou avental são aquelas proteções, tipo uma capa que os médicos, dentistas, entre outros utilizam. Normalmente, eles cobrem até a altura do joelho, e são essenciais para a proteção do profissional como também do paciente. Eles servem para a proteção contra riscos de forma química, mecânica, biológica, entre outras.

Seus principais tipos são:

  •       Avental clínico;
  •       Avental cirúrgico;
  •       Avental para limpeza de instrumentos;
  •       E o avental plumbífero, utilizados para a proteção radiológica.

Todos eles protegem os profissionais contra contaminações, por respingos de sangue, salivas, entre outros fluídos.

Cada avental tem o seu papel e todos eles são importantes para a segurança de todos. Segundo a ANVISA, os aventais devem possuir mangas longas, devem ser confortáveis e de tecido claro.

Outra observação importante, é que a ANVISA exige que ele seja utilizado fechado em todos os atendimentos clínicos. Não exige um número certo de troca desses aventais, mas, as trocas deverão ser feitas sempre que eles apresentarem sujeiras visíveis.

Para evitar o acúmulo de bactérias, os jalecos devem ser simples, sem muitos bolsos ou enfeites.

Como não existe um padrão a ser seguido, muitos profissionais estão usando jaleco colorido. Principalmente, os profissionais especializados em crianças. Vamos ver essa moda com mais detalhes a seguir.

Dentistas aderiram à moda do jaleco colorido

Você já deve ter notado que em muitos consultórios odontológicos, a moda do jaleco branco está sendo substituída pela moda do jaleco colorido. Eles estão aparecendo nas cores: rosa, pink, amarela, verde e até no preto.

Possuem os mesmos modelos que os jalecos tradicionais, as vezes é claro, com toques pessoais como, bolsos mais modernos, magas e golas de rendas, mas, com a cor totalmente nova.

Os dentistas mais convencionais ainda não aprovaram a ideia e continuam utilizando o bom e velho jaleco branquinho e tradicional. Mas, os profissionais mais jovens, caíram de cabeça na nova tendência do jaleco colorido.

Muitos se perguntam: é correto utilizar jaleco colorido? Vamos apresentar algumas questões:

Jaleco branco mostra limpeza

Desde que o mundo existe, todos associam o branco a limpeza. Esse é um dos motivos dos profissionais da saúde utilizarem jalecos brancos. Porém, os profissionais mais jovens, acreditam que outras cores também podem transmitir limpeza.

Eles dizem que o que importa é o jaleco estar realmente limpo e não somente passar a impressão de limpo. Para isso, não importa a cor, o jaleco pode ser branco ou colorido, todos perceberão se eles estarão sujos ou realmente limpos.

Janelo branco transmite paz

Outra questão que os profissionais mais antigos apontam a favor dos jalecos brancos, é a sensação de paz que o branco traz. Segundo eles, jaleco colorido carrega o ambiente e causa muito estresse aos pacientes.

Já os profissionais mais jovens, acreditam que o jaleco branco pode acarretar memórias ruins que os pacientes podem associar com experiências anteriores. Por isso, querem renovar utilizando o jaleco colorido.

Mas afinal, o que utilizar? Como a própria ANVISA não exige que os dentistas utilizem apenas jalecos brancos, utilizar jalecos coloridos pode ser considerada uma questão de gosto.

Se você deseja inovar e chamar a atenção dos seus pacientes, utilize os jalecos coloridos. Principalmente se o seu público for crianças, elas crianças adoram cores fortes e chamativas.

Você estará criando uma excelente oportunidade de tirar o foco do ambiente chato da sala de um dentista e tornará o atendimento uma experiência mais agradável para a criança.

Os adultos também vão adorar. Quem gosta de ir ao dentista? 80% das pessoas detestam o consultório dentário, detestam ter que ir ao dentista. Então, todos os recursos que você utilizar para tornar essa experiência diferente, vai ajudar o seu paciente, mesmo que essa mudança seja no seu jaleco colorido. Além de fortalecer o marketing para dentistas, por exemplo.

Jaleco colorido ou branco? Seja qual for a sua escolha, lembre-se que ele é um EPI de segurança para você e para o seu paciente. Por isso, veja a seguir algumas dicas de como mantê-lo dentro dos padrões corretos.

Como manter o seu jaleco colorido dentro dos padrões?

Não importa a cor do seu jaleco, seja ele um jaleco colorido ou branco, eles precisam desempenhar o seu papel importante, que é de proteger a todos. Por isso, veja nossas dicas de como manter o seu jaleco em ordem e como utilizá-lo corretamente:

  •       Nada substitui o jaleco, nem uma roupa branca e nem um outro uniforme. Sempre utilize o jaleco por cima de tudo;
  •       O jaleco colorido deve ser confortável;
  •       Não utilize jalecos enorme. Cada profissional deverá ter o seu próprio jaleco, no seu próprio tamanho;
  •       O jaleco deve ter colarinho alto (gola de padre) e mangas longas;
  •       O jaleco deve ser utilizado fechado;
  •       Coloque uma cobertura nos botões;
  •       O jaleco deve ter o comprimento mínimo, um pouco acima do joelho. Esse comprimento dá proteção às pernas, mesmo com o profissional sentado;
  •       Coloque no seu consultório cabides para pendurar os jalecos;
  •       Tire os jalecos em locais onde ele não deve ser usado como: sala de espera, recepção, sanitários, copa, entre outros locais. 
  •       Coloque avisos nas portas dos sanitários dos profissionais, proibindo a sua entrada paramentado nesse local.
  •       O avental é o penúltimo EPI a ser retirado. O último é o gorro.
  •       Se o avental não estiver visivelmente contaminado, troque uma vez ao dia, pelo menos.
  •       Ficou na dúvida, troque de avental!

Quer ficar na moda e surpreender os seus clientes? Então, renove e utilize o jaleco colorido.

10 estratégias de marketing para dentistas

Você sabia que no Brasil hoje, já são mais de 300 mil dentistas? Isso mesmo, só aqui no país temos 20% de todos os dentistas do mundo todo. Por esse motivo, você precisa conhecer as estratégias de marketing para dentistas.

Não é precisa ter medo da concorrência, o que você precisa fazer é ter uma boa estratégia e brilhar ao meio desse mar de dentistas.

Veja a seguir 10 estratégias de marketing para dentistas, e verifique se você utiliza alguma delas.

As 10 estratégias de marketing para dentistas mais utilizadas

Brigar com a concorrência não é uma tarefa fácil, principalmente, se você está em início de carreira. Porém, muitos se destacam porque sabem fazer uma excelente propaganda de si mesmo.

Veja a seguir 10 estratégias de marketing para dentistas. Aplique no seu negócio e tenha muito sucesso.

1 – Identifique quem é o seu público-alvo

A primeira coisa a fazer é identificar quem é o seu público-alvo. É claro que essa estratégia não é só uma estratégia de marketing para dentistas. Todos os profissionais devem saber identificar o seu público.

Mas, em especial os dentistas precisam saber quem estão atendendo atualmente, e quem desejam atender futuramente.

Conheça os pacientes do seu consultório, procure saber:

  •       Nível de escolaridade;
  •       Profissão;
  •       Hobbies;
  •       Entre outras informações úteis para uma boa estratégia de marketing. 

2 – Faça parcerias com profissionais da estética e profissionais da saúde

Uma estratégia de marketing para dentistas que tem funcionado bastante, é fazer parcerias com profissionais da estética e da saúde. Esses profissionais têm como principal objetivo a beleza e o bem-estar e um sorriso lindo, está no topo da lista deles.

Faça parcerias com salões de estéticas, academias, entre outros locais como esses. Coloque sua propaganda nesses locais e deixe bem à mostra.

3 – Mostre os benefícios do tratamento do paciente

Muitos profissionais dentistas, pecam na hora de apresentar o seu trabalho, pois, esperam que todos entendam como tratamento é feito. Os seus pacientes, querem apenas saber o resultado do tratamento e os benefícios que ele terá.

Então, um bom marketing para dentistas é sempre mostrar o resultado final do tratamento, e não como ele será feito. Isso é claro, deverá ser explicado na hora consulta e não na hora da propaganda.

4 – Ofereça um serviço diferenciado

Ofereça aos seus pacientes um atendimento diferenciado, único e especial. Tenha uma equipe preparada e altamente qualificada. Isso vai trazer confiança e mais pacientes ao seu consultório.

Lembre-se: de nada adianta um bom marketing, se o atendimento for ruim.

5 – Não utilize termos técnicos nos seus anúncios

Um bom marketing para dentistas é aquele que todos entendam. Ou seja, é aquele site ou aquele blog que todos possam ler e entender a mensagem, não apenas profissionais da área.

Por isso, não utilize termos técnicos para explicar os tratamentos que você oferece. Utilize palavras simples e de fácil compreensão.

6 – Tenha um consultório atraente aos olhos

Além, de um bom atendimento, um dentista deve possuir uma estrutura que chame a atenção de quem chega. Não precisa ser nada chique, mas precisa causar boa impressão no primeiro atendimento.

Tenha um local limpo, organizado e claro. Muitas pessoas voltam ao mesmo lugar, apenas por se sentir à vontade e tranquila. E normalmente as pessoas não gostam de ir ao dentista. Mas, se você proporcionar um local adequado e aconchegante, com certeza o seu cliente vai voltar.

7- Faça parcerias com colegas de profissão

Além das parcerias com profissionais da saúde e também com profissionais da estética, como mencionado anteriormente, é importante fazer parcerias com colegas de profissão, mas que atendem outras especialidades.

Nem todos os dentistas fazem os mesmos atendimentos, os mesmos tratamentos ou as mesmas cirurgias. Por isso, um pode complementar o outro e o resultado? Você vai ter um ótimo marketing para dentistas.

8- Participe de eventos da sua região

Uma boa estratégia de marketing para dentistas, é estar presente em eventos relacionados a sua profissão. Nesses eventos o seu círculo de contatos vai aumentar e parcerias incríveis vão surgir.

9- Esteja presente na internet e fora dela

Além da propaganda impressa do seu negócio, você precisa estar presente também na internet. Na era digital, as pessoas vão procurar um dentista na internet.

Por isso, tenha Facebook, Instagram e um bom site. Se você não leva jeito para isso, contrate alguém para te ajudar. Aqui no Brasil os dentistas não gostam das redes sociais, mas isso tem que mudar se você quiser ganhar mais clientes.

10 – Saiba o que os seus concorrentes estão fazendo

O marketing para dentistas tem crescido no mundo, e muitos buscam por essa estratégia para alavancarem os seus negócios, e isso inclui a sua concorrência.

Por isso, nossa última dica e não menos importante é: saiba o que os seus concorrentes estão fazendo. Saiba como está o marketing deles. Fique de olho se as estratégias deles estão dando resultados.

Procure utilizá-las no seu negócio. Não estou dizendo para fazer uma cópia do seu concorrente. Estou dizendo para utilizar as mesmas armas que ele, mas colocando a sua marca pessoal.

Fica de olho na concorrência fará com que você aprenda com os erros deles, e também acerto com os acertos deles. Essa é uma excelente maneira de criar uma estratégia certeira.

Dica extra: Não podíamos deixar de citar uma dica extra, um bônus para você fazer o seu negócio sair do vermelho e conseguir mais e mais clientes.

A dica extra é: Use 20% do seu orçamento para investir em marketing para dentistas. Principalmente se você não entende nada do assunto.

No mercado brasileiro, existem muitos profissionais em marketing, que podem te ajudar a criar a melhor estratégia para o seu negócio, não duvide disso. Muitos têm se especializado para atender exclusivamente os dentistas.

E se perceber que algo está dando muito certo, digitalmente falando, invista mais dinheiro nessa área. Hoje é muito importante atingir as pessoas certas, por meio do marketing para dentistas.

Utilize bem o marketing para dentistas e obtenha o tão sonhado sucesso profissional.

Cuidado com os idosos diante do Covid-19

Estamos vivendo em uma época atípica, ou seja, estamos em meio a uma pandemia causada por um inimigo, o Covid-19. Esse inimigo está causando pânico e temor por onde passa.

Quem mais sofre com esse vírus, ou com esse inimigo mundial, são os nossos amados idosos. Por isso, todo cuidado com eles é pouco.

Vamos te mostrar a seguir, alguns cuidados simples que podemos ter com os idosos diante do Covid-19. E se você é um idoso, veja como se proteger dessa doença que está matando.

O vírus Covid-19

Diariamente, somos bombardeados por notícias sobre o vírus que está fazendo mortos por todo o mundo. Por isso, muitos estão em pânico, sem saber no que acreditar.

Vamos entender melhor o que é este vírus e como ele age para daí então, descobrir como ajudar e proteger os nossos idosos.

Esse novo vírus chamado Covid-19 ou o coronavírus é parecido com uma gripe comum. Porém, a diferença é que ele causa problemas respiratórios, ou infecções respiratórias, pois, se aloja no pulmão, causando pneumonia e outros agravantes.

Um novo agente do Covid-19 foi descoberto em 31/12/2019 na China, e desde então, tem causado mortes pelo mundo todo. Hoje, o seu pico está na Espanha e Itália. Recentemente ele chegou ao Brasil e já causou mais de 200 mortes aqui no país.

O coronavírus está atingindo principalmente pessoas com mais de 60 anos, e que tenham problemas de saúde crônico. Por esse motivo, precisamos redobrar os cuidados com eles.  

Pensando nisso, o Governo tem dado orientações específicas para essa classe de pessoas. Se você está entre esses, ou tem algum idoso em casa, conheça a seguir, os principais sintomas da doença e aprenda como se proteger.

Quais os sintomas do Covid-19?

Como já dito, o vírus causa alguns sintomas parecidos com o da gripe, mas, existem algumas diferenças entre as duas doenças.

Os principais sintomas do Covid-19 são:  

  •       Febre.
  •       Tosse.
  •       Dificuldade para respirar.

É importante saber que o período de incubação do vírus, que é o tempo que leva para os primeiros sintomas aparecerem desde a sua infecção por coronavírus, é de 2 a 14 dias.

E é nesse período que a doença é transmitida. A boa notícia, é que entre 80% e 85% dos casos o vírus atinge a pessoa de forma leve, e apenas, 15% dos infectados precisam ser internados.

A maioria desses 15% são idosos com problemas crônicos de saúde. Esse é mais uma razão para que tomemos mais cuidados com eles, e para isso, precisamos descobrir como o Covid-19 é transmitido.

Como o Covid-19 é transmitido?

O Covid-19 ainda está sendo investigado e ainda não se sabe com exatidão como ele é transmitido. O que foi descoberto até agora, é que existe a contaminação por gotículas respiratória ou por contato.

Ou seja, qualquer um que ficar próximo 1m de alguém infectado, está correndo um grande risco de também ser infectado. Com que rapidez esse vírus é transmitido, ainda não sabemos.

Sabemos apenas, que as principais formas de contágio divulgadas são:

  •       Tosse;
  •       Espirro;
  •       Gotículas de saliva;
  •       Catarro;
  •       Contato pessoal próximo (aperto de mão e toque);
  •       Contato com objetos contaminados, e depois o contato com o nariz, boca e com os olhos.

Agora que sabemos como o Covid-19 funciona, como cuidar dos nossos idosos?

Como cuidar dos idosos diante do Covid-19?

O Covid-19 é um inimigo invisível, por isso, todos nós precisamos nos cuidar para evitar exposição desnecessária ao coronavírus. É claro, que não vamos saber exatamente onde ele vai estar, mas alguns cuidados podem ser tomados.

E esses cuidados devem ser redobrados para os idosos. Isso mesmo, eles estão na zona de risco e por esse motivo precisam de atenção especial.

Alguns cuidados já foram tomados para a população em geral. Por exemplo, em algumas cidades do Brasil, o comércio foi fechado, grandes eventos e shows foram cancelados e até mesmo eventos religiosos estão proibidos.

Mas, o que podemos fazer pelos idoso?

Evitar contato Social

De acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – SBGG, pessoas com mais de 60 anos, com problemas cardíacos, respiratórios, problemas renais e neurológicos e também os idosos com mais de 80 anos, devem evitar contato social.

Ou seja, devem evitar festas, eventos, grandes aglomerações. Outra recomendação, é evitar contato com pessoas que viajaram recentemente.

Ter etiqueta respiratória

 

A etiqueta respiratória é tudo aquilo que envolve a higienização, que estamos tendo que nos adaptar diariamente. Elas devem ser aplicadas principalmente pelos idosos.

As principais ações da etiqueta são:

  •       Evitar apertos de mão, abraços e beijos quando cumprimentar as pessoas;
  •       Higienizar com frequência as mãos usando água e sabão ou álcool em gel (70%);
  •         Se precisar tossir ou espirrar, é necessário cobrir o nariz e a boca com o cotovelo ou com um lenço descartável, que deve ser jogado fora em seguida;
  •       Evitar tocar os olhos, o nariz e a boca.

Idosos nas casas de repouso

O que fazer com os idosos nas casas de repouso? Para combater o Covid-19 nesses casos, algumas recomendações básicas são dadas:

  •       Reduzir o número de visitas;
  •       Reduzir o número de atividades em grupos;
  •       Adotar medidas extremas de cuidado com a higiene dos idosos.

Idosos que convivem com cuidadores

Caso o idoso conviva com cuidadores, esse devem ficar atentos a sua própria saúde. Se um cuidador apresentar sintomas de gripe, fique em casa. Deixe de ter contato imediatamente com o idoso.  

Caso queira ler o artigo Cuidados com a saúde do idoso, clique aqui.

Idosos com sintomas suspeitos

Se você é idoso e apresentar sintomas suspeitos, não vá diretamente a um pronto-socorro. Evite ao máximo exposição desnecessária, principalmente nesses locais de saúde.

Procure os hospitais apenas se apresentar os seguintes sintomas:

  •       Tosse seca;
  •       Falta de ar;
  •       Febre;
  •       Confusão mental;
  •       E cansaço excessivo.

Muitos, estão indo aos hospitais com medo do Covid-19, e acabam sendo infectados nos próprios hospitais. Alguns chegam com saúde, e acabam com a doença.

Por isso, fique atento aos sintomas do seu corpo.

Temos que ter em mente que isso vai passar. Enquanto isso não acaba, vamos cuidar para que os nosso idosos saiam ilesos ao Covid-19.

Empreendedores na terceira idade

Muitos empreendedores hoje iniciaram suas atividades profissionais na terceira idade. Ao contrário ao que muitos pensam, os aposentados que estão na ativa, não querem só viajar e ficar de boa em casa curtindo a aposentadoria.

Hoje os empreendedores na terceira idade estão colhendo bons frutos dos seus negócios, e estão vendo melhorias até mesmo na saúde física.

Veja quais são os benefícios dos empreendedores na terceira idade e como começar a empreender.

Os benefícios dos empreendedores na terceira idade

Empreender na terceira idade tem os seus benefícios. O principal deles é manter a mente e o corpo ativos, o que prolonga a vida.

Muitos que chegam na terceira idade com vigor, não conseguem ter uma rotina calma e tranquila. A maioria busca por novas oportunidades e novas aventuras, mesmo com a idade já avançada.

Veja quais os benefícios de se tornar empreendedor na terceira idade:

Diminuição do tempo ocioso

O principal medo quando a idade chega é pensar: o que fazer com o tempo livre? Os empreendedores na terceira idade, estão vendo que esse novo desafio, faz com que o tempo ocioso diminua. Com isso, pensamentos negativos e suicidas saem de cena e dão lugar ao contentamento e bem-estar.

A aposentadoria aumenta as chances do desenvolvimento da depressão e outras doenças relacionadas a sentimentos. Isso porque, os idosos se sentem incapazes e inúteis.

Nesse aspecto, os empreendedores na terceira idade pensam além da remuneração financeira, e focam mais no prazer do trabalho, deixando de lado a depressão e suas estatísticas.

Geração de empregos

Um outro fator que está atraindo mais empreendedores na terceira idade é o fato da geração de mais empregos para a comunidade em que vivem. O aposentado pode criar novas oportunidades de emprego para amigos e familiares.

A solidão nesse aspecto diminui e a expectativa de vida aumenta. O benefício é duplo, tanto para o idoso, quanto para o novo trabalhador.

CONHEÇA O PROGRAMA: SAÚDE DO IDOSO →

Maior conhecimento

É fato que quando chegamos na terceira idade, chegamos com mais conhecimento e mais maturidade. Esse conhecimento extra pode fazer o novo negócio se tornar um sucesso.

Outro ponto, é que o idoso não tem medo de apostar e arriscar tudo no novo negócio, já que esse é apenas para lhe trazer satisfação pessoal e não financeira.

A chance de o negócio dar certo é bem maior.  Mas, cuidado! Ter cautela é bom e faz bem para qualquer negócio.

Número de contatos maior

Os empreendedores na terceira idade tem uma grande rede de contatos, e poderá usar isso a seu favor.

Quando for empreender, procure velhos amigos de trabalho, velhos contatos, pessoas que realmente foram importantes para a sua caminhada profissional.

Feche grandes parcerias e faça seu negócio crescer.

Complemento de renda

A maioria dos empreendedores na terceira idade, começaram os seus pequenos negócios para terem renda extra, já que a aposentadoria para a maioria é bem baixa.

Mas, essa é uma excelente forma de ter mais dinheiro para viajar, comprar um objeto tão sonhado, entre outras coisas. Além de trazer prazer a vida, vai ajudar com gastos extras.

Como você pode ver empreender na terceira idade é muito bom para a mente e para o corpo.

Mas, como começar a empreender na terceira idade? Veja algumas dicas a seguir:

Como começar a empreender na terceira idade?

Como qualquer pessoa que deseja montar um negócio próprio, fazer um planejamento é importante para qualquer negócio, em qualquer área. Por isso, é importante seguir algumas dicas:

  • Faça cursos de capacitação: Aproveite a aposentadoria para estudar e obter mais conhecimento sobre o novo negócio, que deseja abrir. Faça cursos especializados, consulte especialista e fale com quem já abriu um negócio parecido.
  • Participe em eventos: Além de cursos, é importante também participar de eventos de negócios, de feiras e eventos relacionados ao mercado, vai ser importante para o seu novo negócio, além de ser bom para aumentar os contatos.
  • Inove: Já que você vai ser tornar um dos empreendedores na terceira idade de sucesso, inove. Procure por produtos e serviços diferenciados e que ainda estão aparecendo no mercado.
  • Dedique-se ao novo negócio: Se tornar um empreendedor requer tempo e dedicação, seja na terceira idade ou na juventude. Por isso, dedique tempo ao seu negócio e tenha sucesso.

Que tipo de negócio devo abrir na terceira idade?

Para decidir que tipo de negócio abrir na terceira idade, você levar em conta três fatores importantes:

  • Sua própria experiência, pense no que sou realmente bom: sou bom com administração, sou bom com serviços manuais?;
  • Sua atual condição física;
  • E sua disposição.

Tendo esses fatores em mente, será mais fácil criar um plano de negócio e descobrir como empreender.

Por exemplo, se você tem disposição para aprender algo novo, você pode abrir qualquer negócio, mesmo sem ter o conhecimento completo do assunto.

Se você ainda tem disposição física, você pode trabalhar com o que já trabalhava, mesmo que fosse trabalhos manuais ou físicos. Porém, você será o seu próprio chefe.

Hoje, muitos idosos abriram negócios voltados a tecnologia, com a ajuda dos mais jovens empreendedores. Se você não se dá bem com novas tecnologias, busque ajuda de quem entende do assunto e foque naquilo que você mais sabe.

A internet está abrindo oportunidades para trabalhos em casa, para trabalhos terceirizados, entre outros.

Busque informações sobre o nicho desejado e aventure-se.

Se você precisa de inspiração, veja dois clássicos exemplos de empreendedores na terceira idade que deram certo:

IBM: O Charles Flint criou o grupo de tecnologia IBM aos 61 anos de idade. E só se aposentou de verdade aos 80 anos.

KFC: Harland Sanders criou o KFC franquia de lanchonetes dos Estados Unidos de maior sucesso na atualidade, com 62 anos de idade. Hoje já são mais de 20 mil lojas.

Não importante qual a sua motivação para estar entre os empreendedores na terceira idade. Seja por mais felicidade e realização na vida, ou pela atual necessidade financeira, empreender é uma excelente forma de viver a terceira idade de forma plena.

Não tenha medo e se torne um empreendedor de sucesso!

Cuidados com a saúde do idoso

Muitos idosos precisam de cuidados especiais nessa fase tão especial da vida. Saber lidar com os cuidados com a saúde do idoso é muito importante para toda a família.

Porém, muitos não sabem como lidar com a segurança, saúde e bem-estar físico do idoso e acabam dificultando ainda mais a vida deles e também de toda a família.

Se esse é o seu caso, calma! Preparamos dicas importante sobre cuidados com a saúde do idoso. Veja a seguir:

Como cuidar da saúde do idoso?

Muitas famílias decidem colocar os idosos em clinicas especializadas, para que eles tenham o melhor atendimento possível, já que ninguém na família tem experiência com idosos. Isso deve ser discute com toda a família.

Mas, se você prefere mantê-lo em casa, junto com a família, saiba que é possível aprender a lidar com os cuidados com a saúde do idoso. Pequenos gestos e cuidados pode fazer uma grande diferença na vida deles.

Veja algumas dicas de como fazer isso:

1 – Cuide da Alimentação do Idoso

Um dos fatores mais importantes nos cuidados com a saúde do idoso, está relacionado com a alimentação. Como eles normalmente tem a saúde mais fragilizada, a alimentação deles deve ser especial.

Dê ao idoso uma alimentação balanceada, para que ele consiga combater a falta de nutrientes no corpo.

Por exemplo: nas refeições inclua verdura, frutas, legumes e sucos. Fala uso de fibras, grãos e muita água.

Um bom nutricionista poderá te ajudar a montar um cardápio ideal. O nutricionista vai verificar se o idoso é diabético, tem colesterol, entre outros fatores importantes.

Esqueça os alimentos gordurosos e as frituras.

2 – Higiene Pessoal

Os cuidados com a saúde do idoso incluem a sua higiene pessoal. Muitos idosos perder a vontade de cuidar da própria higiene pessoal, e passam a depender da supervisão de outras pessoas.

Por isso, fique atento ao banho do idoso, a como ele escova os dentes, como cuida da higiene quando utiliza o banheiro, entre outras coisas.

Não esqueça de colocar no banheiro todos os itens de segurança necessários como barras de apoio no vaso e chuveiro. Também fixe corretamente a pia e o vaso sanitário, para evitar quedas.

Também faça a hidratação da pele do idoso constantemente. A pele do idoso é bem mais sensível do que o comum, por isso precisa de hidratação constante.

Mantenha as roupas dele sempre limpas e bem passadas. Os sapatos novos e conservados, e deixe ele escolher o que usar. Isso fará muito bem a sua alto-estima.

3 – Prevenção de acidentes

Um dos principais cuidados com a saúde do idoso que os familiares podem ter, é cuidar para que eles não sofram acidentes desnecessários. Algumas ações podem ser tomadas para evitar acidentes como:

  • Manter a casa livre de obstáculos como tapetes, mesas de centro, pequenos objetos espalhados, entre outros;
  • Não deixe o chão molhado;
  • Mantenha o piso em bom estado, e troque aqueles que se soltaram ao longo dos anos;
  • Não deixe ele utilizar sapatos gastos, e soltos nos pés. Utilize sempre sapatos antiderrapantes;
  • Tenha tapetes antiderrapantes;
  • Deixe o ambiente sempre iluminado.

4 – Cuida da agenda de medicamentos do idoso

Os cuidados com a saúde do idoso envolvem todos os medicamentos necessários prescritos pelo médico do idoso. Para facilitar, tenha uma agenda e anote os horários dos medicamentos que ele precisa naquele dia.

Deixe todos os remédios organizados em caixas especificas e em local seguro. Avise quando precisar sair quais os medicamentos que ele precisa tomar naquele período da sua ausência.

Se preferir deixe todas as anotações amostra, para não se perder. Com o tempo, isso ficará cada vez mais fácil.

Também anote os dias das consultas médicas do idoso. O ideal é agendar consultas periódicas para saber como anda a sua do idoso.

5 – Convívio social

A depressão está presente na vida de muitos idosos brasileiros. Eles sentem falta da rotina agitada que tinham antes, e do convívio com colegas de trabalho. Por esse motivo, estimule o idoso a ter um convívio social. Isso trará benefícios a saúde física e também mental.

Como fazer isso? Matricule o idoso em academias especializadas, aulas de dança, clubes para a terceira idade, entre outras atividades estimulantes. Eles precisam estar no meio de mais pessoas.

Convide amigos do seu idoso para que possam passar a tarde juntos, conversando e relembrando os velhos tempos. Ter amigos faz bem em qualquer idade.

Hoje, já existem escolas para idosos. É como uma creche, só que para idosos. Lá eles passam o dia na companhia de outros idosos, fazendo atividades manuais e conversando. Tudo na supervisão de cuidadores especializados.

6 – Convívio com familiares

Não podemos esquecer de deixar o idoso conviver com outras pessoas da família. O idoso sente falta de cuidar dos filhos, do marido, ou esposa. Assim, leve ele para visitar outros filhos, irmãos e sobrinhos.

Isso dará a ele alegria e a certeza de que é amado por todos.

Importante: Idosos que precisam de muitos cuidados, precisam de atenção e cuidados especiais.

Para que apenas um membro da família não fique sobrecarregado, é importante que toda a família se envolva nos cuidados com a saúde do idoso.

Se você mora com um idoso, reveze com outros familiares e tire umas férias. Os cuidadores precisam estar bem fisicamente e mentalmente para que cuidam de forma apropriada do idoso. Tire umas férias e vá a algum lugar que você gosta muito.

Se você não tem mais ninguém na família que pode ajudar, busque ajuda profissional. Contrate enfermeiras ou cuidadoras, elas são treinadas para cuidar da melhor maneira possível do idoso.

Lembre-se que eles são dá família. Eles cuidaram e deram a vida por todos. Nessa fase são eles que precisam de cuidado e de todo o carinho necessário.

Por isso, cuide do seu idoso da melhor maneira possível.

Lembre-se os cuidados com a saúde do idoso incluem: cuidados físicos, mentais e emocionais. Você não precisa ser especialista no assunto, só precisa ter muito amor e força de vontade para deixar o seu idoso bem cuidado e feliz.

Prevenção em idosos

Por que fazer a prevenção em idosos? Muitos procuram atendimento médico, quando já estão com alguma doença. Não pensam na prevenção, principalmente na prevenção em idosos.

Hoje no Brasil já temos mais de 28 milhões de idoso, isso já é mais de 13,5% da população do país. E cada dia que passa esse número aumenta. Por esse motivo, campanhas de prevenções estão sendo feitas em muitos estados brasileiros.

Mas, porque essa prevenção é importante e quais os benefícios que ela traz? Vamos analisar o assunto a seguir, e descobrir como fazer a prevenção em idosos.

Diferentes tipos de prevenções

Você sabia que existem diferentes tipos de prevenções a saúde? A prevenção é importante, pois evita muitos problemas sérios a saúde. Uma prevenção pode identificar doenças mais graves em estado inicial, e assim o alcance da cura se torna mais fácil.

Saber como cada uma delas funciona ajuda a prevenção em idosos.

Veja com detalhes como cada prevenção funciona:

Prevenção Primária

A prevenção primária é aquela que todos nós fazemos ao longo da vida como: ter uma boa alimentação e a rotina de atividades físicas.

Essa prevenção tem como principal objetivo remover por completo fatores de risco e causa de doenças.

Prevenção Secundária

Essa prevenção é aquela que fazemos quando sentimos os primeiros sintomas da doença. São aqueles exames que fazemos para detectar o estágio da doença, e normalmente isso acontece no início dela.

Com essa prevenção é possível fazer um tratamento mais eficaz e certeiro.

Prevenção Terciária

Essa prevenção é feita após um infarto, um acidente vascular, entre outras doenças. Essa prevenção serve para reduzir maiores danos causados na parte motora e também física da pessoa, causados por essas doenças.

Os idosos se encaixam perfeitamente nesse tipo e prevenção, pois muitos já desenvolveram ao longo da vida doenças crônicas, que precisam de cuidados.

Veja algumas doenças que cabe a prevenção em idosos.

  • Diabetes: o idoso diabético precisa controlar a hipertensão e a dislipidemia;
  • Artrite: Metade das pessoas com mais de 65 anos. Sofre de artrite reumatoide. Essa doença aumenta o risco de uma osteoporose, quedas, úlceras de pressão, entre outros problemas.
  • Osteoporose: Antes de uma fratura, com a prevenção em idosos, é possível com exames específicos medis a densidade óssea, e evitar maiores danos;
  • Insuficiência cardíaca: A taxa de mortalidade de idosos com insuficiência cardíaca é maior do que o câncer. Um bom tratamento preventivo diminui o declínio funcional, a disfunção sistólica e diminui também de mortalidade;
  • Doenças vasculares: As doenças que obtiveram mais sucesso na prevenção em idosos, são as doenças vasculares. Com um controle rigoroso sobre os fatores que aumentam as chances de contrair a doença, o sucesso é real. Por exemplo, evitar o fumo, a obesidade, a hipertensão, já é um grande passo para evitar essas doenças;
  • Doenças pulmonares: Elas também podem ser controladas ou evitadas com a prevenção em idosos. Repouso, uso dos inaladores certo, podem garantir uma excelente vida.

Mesmo com uma ou outra doença citada acima, o idoso bem cuidado pode ter uma qualidade de vida acima do esperado.

Esse é um dos motivos dessa prevenção ser tão importante.

CONHEÇA O PROGRAMA: SAÚDE DO IDOSO →

Por que é importante fazer a prevenção em idosos?

Quando uma pessoa atinge a terceira idade, ela já vem com alguns problemas emocionais ou físicos, resultados da sua vida anterior.

Então, por isso fazer a prevenção em idosos, é importante para que qualquer problema de saúde já existente, não piore. Com a prevenção é possível sim, que o idoso tenha uma excelente vida, e com seus problemas controlados.

Veja algumas dicas de prevenção em idosos contra quedas.

Prevenção em idosos contra quedas

Uma das coisas que mais atinge os idosos e que causa outros problemas mais graves, é a queda. 30% dos idosos com mais de 65 anos, caem uma vez por dia. E essa porcentagem só aumenta com o passar dos anos.

E as consequências dessas quedas são muitas, por exemplo: rompimento de ossos, fraturas no fêmur, entre outras. E a maioria desses idosos que fraturam o fêmur ou outro osso, dificilmente conseguem recuperar 100% as suas funções.

Por isso, a prevenção em idosos é tão importante. Mas, como fazer essa prevenção e evitar quedas?

Causas das quedas em idosos

É importante saber quais são as principais quedas que nossos idosos sofrem, para saber como fazer a prevenção em idosos.

A principal causa são fatores de envelhecimento, como por exemplo, alterações no equilíbrio, falta de visão, e fraquezas nos músculos.

Mas, existem outras causas importantes:

  • Sequelas de AVC – Acidente Vascular Cerebral;
  • Cataratas;
  • Doenças como: Esclerose Múltipla, Hidrocefalia, Neuropatia Diabética, Artrose, Parkinson, entre outras doenças;
  • Uso de medicamentos ansiolíticos, hipnóticos e sedativos;
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Entre outros.

Sabendo os fatores que causam as quedas, fica bem mais fácil fazer a prevenção em idosos.

Veja algumas dicas de como prevenir quedas.

Dicas de prevenção em idosos contra quedas

Veja a seguir como fazer para que o idoso não tenha quedas facilmente:

  • Calçados: Utilize calçados com sola antiderrapante. Não ande apenas de meias. Não utilize chinelos gastos;
  • Sistema de segurança: É importante fazer a instalação de corrimãos, suportes de segurança e outros acessórios em banheiro, escadas, corredores e quartos;
  • Evite consumir bebidas alcoólicas;
  • Obstáculos: Tire da casa do idoso, todos os obstáculos que podem leva-lo a sofrer quedas, como: tapetes, fios, mesas de centros, entre outros objetos;
  • Iluminação: Não deixe a casa escura. Instale luzes em corredores, halls de entrada e em todo o caminho até o banheiro, principalmente;
  • Armários: O armário deve possui portas leves, fáceis de serem abertas, e com maçanetas grandes. Deixe as roupas em lugar de fácil acesso, assim o idoso não precisará subir em algo para pegar aquele caso escondido;
  • Medicamentos: Não deixe de tomar todos os medicamentos no horário correto. Se caso um medicamento estiver causando tonturas, informe imediatamente o médico.

Nosso idosos podem ter uma vida boa, se fizerem a prevenção em idosos. Normalmente essa prevenção é feita facilmente.

Procure um médico e saiba mais, sobre como fazer a prevenção em idosos.

Qualidade de vida na terceira idade

Segundo dados do IBGE a expectativa de vida dos brasileiros aumentou para 75,8 anos. Porém, a maioria que chega nessa idade não chega como desejado, normalmente chega com muitos problemas de saúde.

Isso se dá aos maus hábitos adquiridos ao longo dos anos. O ideal para ter qualidade de vida na terceira idade, é começar desde cedo a adquirir bons hábitos.

Porém, sabemos que isso nem sempre acontece, só queremos conquistar algo, quando já perdemos. Mas, para te ajudar a ter uma qualidade de vida na terceira idade, vamos algumas dicas importantes.

Como ter qualidade de vida na terceira idade?

Se você já está na terceira idade e descobriu que não tem uma vida como a que gostaria, você pode reverter essa situação e recuperar o tempo perdido. Como?

Veja a seguir alguns hábitos que podem ser adquiridos para conseguir atingir a qualidade de vida na terceira idade.

1 – Tenha amigos e uma vida social ativa

Os idosos costumam se isolar e deixam de ter associação saudável com os seus amigos. Isso muitas vezes acontece, porque os próprios amigos também já estão na terceira idade, e não gostam de sair de casa.

Outro fator que leva o idoso ao isolamento é a aposentadoria, os filhos que já não moram na mesma casa, entre outros fatores.

Mas, qual é o resultado disso? Depressão. A depressão infelizmente está presente na vida da maioria dos idosos. E com ela vem o isolamento e a falta de vontade de viver.

Nesses casos, é muito importante o idoso ter em mente que precisa de uma vida social ativa com os amigos. E hoje existe uma infinidade de atividades que podem levar o idoso a ter qualidade de vida na terceira idade.

Veja alguma dessas atividades, que podem ser realizadas em grupo, com os amigos:

  • Aulas de dança;
  • Bailes para terceira idade e outros eventos similares;
  • Viagens em grupos especiais para a terceira idade;
  • Cursos de idiomas, culinária, entre outros;
  • Grupos das redes sociais da terceira idade;
  • Esportes para a terceira idade;
  • Entre outras atividades.

O interessante é que algumas dessas atividades estão bem próximas do idoso, no próprio bairro ou na própria cidade.

É importante também, o idoso passar mais tempo com a família, netos e outros parentes. A família tem um papel importante na qualidade de vida na terceira idade.

2 – Mantenha-se ativo com atividades físicas

Quem quer ter qualidade de vida na terceira idade, deve começar cedo a fazer exercícios que mantem o corpo e a mente ativos.

Mas, não tem problema nenhum em começar os exercícios já na terceira idade. Quais os benefícios de uma rotina diária de atividades físicas? A prevenção de obesidade, doenças respiratórias, osteoporose, doenças do coração, entre outras.

Quais são os exercícios recomendados na terceira idade?

  • Caminhada;
  • Pilates;
  • Dança;
  • Hidroginástica.

Além de ajudar o corpo e a mente, essas atividades vão servir de estimulo para o próximo passo, a boa alimentação.

3 – Tenha uma boa alimentação

Para alcançar a qualidade de vida na terceira idade, além de uma vida ativa é muito importante manter uma alimentação adequada. Sabemos que os idosos precisam de uma alimentação balanceada e diferente da alimentação dos jovens.

Por isso, o cuidado com a alimentação deve ser constante. O ideal é o idoso:

  • Fazer o consumo de legumes, verdura, carnes magras e frutas;
  • Não consumir sal e açúcar em excesso;
  • Beber muita água;
  • Fazer diariamente três refeições e até 2 lanches;
  • Colocar na dieta alimentos com zinco, fibras, vitaminas D e alimentos com proteínas;
  • Evite bebidas alcóolicas;
  • E evite também o fumo.

A alimentação pode fazer toda a diferença na qualidade de vida na terceira idade, pense nisso e cuide-se!

4 – Não fique acomodado

Muitos idosos acabam desistindo de atividades que antes dava prazer a sua vida e que ele fazia constantemente. Isso acontece, pelo seguinte pensamento: “Já estou velho, para que fazer isso? “.

Isso diminui drasticamente a qualidade de vida dos idosos e por isso eles acabam perdendo a alegria na vida.

Para que isso não aconteça, é fundamental o idoso continuar fazendo atividades rotineiras, que precisam ser feitas. Por exemplo, se tem um hobby, continue com ele.

Continue independente de parentes e familiares. Continue com compromissos indispensáveis e outras tarefas práticas.

Saber que ainda continua na ativa, ajuda a qualidade de vida na terceira idade.

5 – Mantenha a mente ativa

Assim como o corpo precisa ficar em constante atividade, a mente também precisa ser estimulada. Por isso, é importante o idoso incluir na sua rotina exercícios para a mente.

Exercícios como jogos de memória, xadrez, baralho, entre outros. A leitura também é fundamental para que a mente continue ativa e jovem.

Muitos problemas como Alzheimer, derrame e AVC, podem ser evitados se a mente permanecer ativa.

Não esqueça da sua mente para ter qualidade de vida na terceira idade.

6 – Mantenha a vida leve

Sabemos que com o passar dos anos é inevitável que a terceira idade chegue e que o peso da vida chegue junto com ela. O idoso não tem a mesma agilidade, a mesma força e vigor de um jovem.

Porém, é possível sim ter qualidade de vida na terceira idade, e aproveitar a vida da melhor forma possível.

E para isso, leve a vida de uma maneira leve. Elimine situações estressantes e tensas, organizando a vida. Fuja de problemas de familiares e outras pessoas ao seu redor.

Evite fazer o que não gosta, e procure apenas aquilo que te dê mais alegria e prazer.

Nesse momento da vida você já cuidou de tudo e de todos. Agora é hora de cuidar de você e da sua saúde. Esqueça os problemas e aproveite os momentos de alegria ao lado dos amigos e de pessoas que te amam.

Descubra o que te faz feliz e faça. Não deixe para depois, o agora é importante para a qualidade de vida na terceira idade.

Utilize essas dicas importantes para viver o melhor que a idade traz, sem reclamações e sem arrependimentos. Viva e seja feliz!

As leis do Estatuto do Idoso

A cada dia que passa o número de idosos no Brasil aumenta e hoje já somos um país onde a expectativa de vida cresce todos os anos. Hoje a expectativa de vida está em 75 anos.

E muitos se perguntam como as leis do Estatuto do Idoso devem influenciar a vida dos nossos idosos? O que é essa lei e será que ela é realmente cumprida?

Vamos ver todos esses pontos, a seguir.

O que é o Estatuto do Idoso e para que serve?

Vamos entender o que é o Estatuto do Idoso. Estatuto é Lei orgânica de uma organização, uma sociedade e um Estado. Então, o Estatuto do Idoso é a Lei do Idoso, ou que protege os direitos de todos os idosos brasileiros.

Essa Lei foi criada em 1º de outubro de 2003, e desde então vem protegendo todas as pessoas com mais de 60 anos de idade, considerada idosa.

Como essa Lei foi criada?

Várias entidades que trabalham com o objetivo de defender os direitos dos idosos se reuniram e criaram o Estatuto do Idoso. Entre eles estão:

  • A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia;
  • Profissionais da saúde;
  • Assistentes sociais;
  • E também parlamentares do Congresso.

O Estatuto do Idoso visa proteger os idosos contra humilhações, maus tratos, entre outros fatores. Também serve para que eles briguem por seus direitos a saúde e cidadania digna.

Também direitos simples, como a locomoção, a descontos entre outros, estão no Estatuto.

Ele é composto por 118 artigos, que vão desde direitos a transporte, alimentação, à liberdade, a educação, à cultura, ao esporte e lazer até a questões que envolvem o Estado.

Conheça a seguir algumas leis existentes no Estatuto do Idoso:

As principais Leis do Estatuto do Idoso

Você deve ter ouvido em propagandas e outras campanhas as frases: “Defenda os seus direitos”, “O Estatuto do Idoso diz”.

Essas frases conscientiza todos os idosos de que eles têm diretos e que podem brigar por eles com base nesse Estatuto. Mas, ainda hoje, muitos idosos sofrem abusos, tem os seus direitos negligenciados e não sabem a quem recorrer.

O Estatuto do Idoso foi criado justamente para ajudar esses idosos a descobrirem o seu lugar na sociedade.

Veja as obrigações do Estatuto do Idoso, e faça valer os seus direitos, ou os direitos dos seus idosos:

Viagens Interestaduais

De acordo com o Estatuto do Idoso, a Lei nº 10.741/2003, as empresas prestadoras de serviço regular de transporte rodoviário interestadual de passageiros devem reservar aos idosos, dois assentos gratuitos, em cada ônibus convencional.

Se os assentos já estiverem ocupados, a empresa deve dar ao idoso um desconto mínimo de 50% no valor da passagem.

Atividades culturais e sociais

De acordo com o Estatuto do Idoso, todos os idosos têm o direito a 50% de desconto em atividades de lazer, esportivas, culturais e artísticas.

Isso serve para que o idoso não se isole e para que tenha qualidade de vida em meio a sociedade.

Transporte Coletivo

O Estatuto do Idoso determina que os idosos têm direito de utilizar o transporte coletivo gratuitamente. Para isso, ele precisa fazer um documento que comprove a idade estabelecida por Lei, e apresenta-lo sempre que for utilizar o transporte.

Aposentadoria

O Estatuto do Idoso diz que o reajuste dos benefícios dos idosos, deve acontecer na mesma data que o reajuste do salário mínimo. Mas, que fique claro que o percentual já é pré-definido conforme Lei.

CONHEÇA O PROGRAMA: SAÚDE DO IDOSO →

Meio de comunicação

Todos os meios de comunicação devem reservar espaços e horários para o público idoso. Porém, esses horários devem ser voltados para a educação, informação sobre envelhecimento.

O conhecimento transforma a vida dos idosos para melhor. Por isso, eles têm direito a essas informações.

Planos de Saúde

Os planos de saúde não podem discriminar o idoso por meio de cobranças de valores diferenciados por causa da idade.

Ainda nesse quesito, é obrigatório o poder público fornecer gratuitamente alguns medicamentos, próteses e outros tratamentos de saúde.

Moradia

Todos os idosos têm prioridade na compra de moradia naqueles programas habitacionais do governo. 3% das unidades são reservadas para os idosos.

Como vimos, no Estatuto existem muitos direitos importantes, por isso, todos os idosos devem ficar de olho no Estatuto do Idoso e procurar os seus direitos sempre que esses forem negligenciados.

Sabemos que a sociedade em si, esquece que os idosos ainda têm direitos e que eles devem ser respeitados. Procure os órgãos especializados e que garantem os seus direitos.

Mas, que órgãos são esses, onde procurar por esses direitos?

Como fazer valer a Lei do Estatuto do Idoso?

Infelizmente, ainda hoje mais de 50% dos idosos não sabem dos seus direitos e nem como brigar por eles. Por esse motivo, na maioria dos casos a Lei não é cumprida e quem sai prejudicado são os idosos.

Por isso, se você precisar fazer valer a Lei e brigar por seus direitos você deve recorrer primeiro ao Ministério Público da sua cidade. Esse órgão deve atende-lo de forma gratuita.

Então, o Promotor de Justiça vai atuar no processo e garantir que todos os seus direitos sejam cumpridos. Como diz a Lei, ele deve dar prioridade ao caso de um idoso.

Se você não saber onde fica om Ministério Público da sua cidade, você pode ir até um Fórum, ou até a Prefeitura para buscar mais informações. Eles estarão prontos para encaminha-lo para os locais certos.

Ainda existe o Conselho Municipal do Idoso. Todas as cidades brasileiras possuem esse órgão, mas ele ainda é pouco conhecido.

Esse órgão serve para:

  • Criar debates, estudos e pesquisas voltadas para os direitos do idoso;
  • Desenvolvimento de atividades de proteção e assistência ao idoso do município;
  • Encaminhamentos aos órgãos responsáveis pelos direitos dos idosos;
  • Entre outros benefícios, todos voltados ao idoso.

Se você quiser ter acesso ao Estatuto do Idoso completo, acesse o site do Governo – AQUI MESMO e fique por dentro de todos os seus direitos.

Viver bem e com dignidade só depende de você. Faça valer todos os seus direitos e seja respeitado!